Há coisas que não podem ficar entaladas cá dentro!

13
Mai 10

Desde pequenina que a minha educação tipicamente católica me ensinou a perdoar. Fui ensinada que devemos perdoar os outros, os que erram contra nós. Fui ensinada que não devemos esperar que os outros nos perdoem da mesma forma, porque talvez não lhes tenha sido ensinada a ilustre arte de perdoar. Mas também fui ensinada que se errei e fui perdoada não devo voltar a cometer os mesmos erros, posso não ter uma segunda hipótese.

 

Fui dotada do dom de perdoar. Orgulho-me disso! Mas tenho os meus limites...

 

Acho que não há uma única pessoa a quem eu não tenha dado uma segunda hipotese, ou mesmo terceira... ou até quarta. Mas a partir daí é rebaixar-me demasiado perante aqueles que me magoam.

 

O meu "eu" atingiu um limite. Disse "BASTA". Magoaram-me demasiado. Não ando a jogar "Eu desculpo" e "Não faz mal" á rua para que os usem durante um dia ou dois e depois os joguem fora. Aproveitem as oportunidades que têm. A vida não nos dá muitas. Deixem de olhar só na vossa direcção e de pisar os que vos querem bem como se fossem pedras no caminho. O mundo cada vez conhece menos o dom de perdoar...

 

E talvez eu esteja perdendo o meu...

 

 

 

publicado por Palavras Rasgadas às 11:32
sinto-me: Cansada de perdoar
música: Forgiven - within Temptation

comentário:
Deliciei-me das palavras dos teus textos..senti uma mulher magoada mas firme nos seus sonhos...vivida...mas desejosa de viver...uma excelente criadora de factos...uma virtuosa da paixão..senti a tua alma e quero agradecer teres dado comigo e teres apreciado alguns aspectos do blog onde escrevo palavras...
um beijinho para ti...palavras rasgadas
joão
romanesco a 15 de Maio de 2010 às 03:02

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Por aqui passaram:
hospedagem
Contador de visitas grátis
blogs SAPO