Há coisas que não podem ficar entaladas cá dentro!

13
Jun 10

Este é um conceito que aparenta ser de fácil compreensão, mas se formos perguntar a alguém o que é a liberdade o mais provável é recebermos, primeiro, um breve silencio e, depois, algo do género: "É fazermos tudo o que quisermos".

 

Na minha modesta opinião isto está tão errado. Não podemos andar por ai e fazer tudo o que nos passa pela cabeça. A liberdade claro que é um direito mas, acima de tudo também é um dever. Para termos direito a ser livres temos, antes de mais, o dever de saber respeitar a liberdade dos outros. Uma vez ouvi: "A nossa liberdade começa onde acaba a dos outros". Isto para mim fez todo o sentido. Para vivermos numa sociedade em paz temos de saber respeitar algumas leis. Esta para mim deveria ser mais uma delas. Se todos interiorizassem esta regra provávelmente metade dos crimes que diariamente são cometidos deixariam de o ser. Não está só nas mãos de alguns o salvamento deste mundo em queda livre, está na mão de um nós mundial.

 

Liberdade de expressão não é ofender os outros, liberdade de agir não é magoar, liberdade de viver não é viver sem pensar na vida dos que nos rodeiam.

 

O que no fundo interessa é que tenhamos direito à liberdade de crescer, à liberdade de nos tornarmos homens e mulheres felizes, à liberdade de amar e sermos amados.

 

Partilhem a liberdade!!

 

 

 

publicado por Palavras Rasgadas às 17:57
sinto-me: Livre
música: Freedom - The beautiful girls

comentários:
passei grande parte desta tarde de Domingo a fazer pesquisas acerca da Liberdade (porque vou ter teste de português -.-) e gostei imenso do teu texto :)
anpatriciaa a 24 de Outubro de 2010 às 16:37

Muito obrigado pela visita :)

Espero que algumas das minhas ideias te ajudem no teste.

Um bj.

Olá!

Eu tenho uma opinião diferente do que é ser livre e para mim o que descreves-te não é liberdade.

Se há estas regras que nos limitam. Não só as leis mas também em termos linguísticos somos bastante limitados porque numa conversa apenas dizemos o que o outro já tem uma ideia do que vai ouvir e vice-versa. Acredito que as leis devem existir caso contrário seria o caos completo.

A liberdade de crescer , amar, sermos amados e de sermos homens ou mulheres é um direito que nós ocidentais temos quando ainda estamos no útero das nossas mães.

Não acho que sejamos uma sociedade livre como eu pensava que éramos e mesmo dentro das quatro paredes a que chama-mos casa somos "controlados".
Filipa a 4 de Fevereiro de 2011 às 19:22

O problema está ai mesmo "nós ocidentais". O mundo não se limita a um grupo de escolhidos, não é so esse grupo que deve ter esses direitos. E se formos ver mesmo nesse grupo vais encontrares excepções: vais encontrar uma criança que ficou sem pais e se viu obrigada a crescer demasiado rapido. A partir do momento em que perdeu a oportunidade de brincar deixou de ser livre. Vais encontrar uma mulher com o rosto negro espancado pelo marido. Será que essa mulher não tem direito a ser feliz? É o marido que lhe está tirando a vida.

Além do mais se leste o que escrevi não leste uma opinião minha contra a existência de leis, antes pelo contrário. Mas não é so necessária a existência dessas leis, é preciso que sejam cumpridas.


Comecei o meu post a dizer que liberdade é uma palavra dificil de definir... desafio-te a defeni-la ;)

Olá!!!

O Planeta Terra está dividido em várias culturas e cada uma define os termos a seu acordo, daí que tenha dito nós Ocidentais porque é a minha cultura e é a única que posso criticar uma vez que não coordeno a minha vida em função das outras.

Nós nunca perdemos a oportunidade de brincar, gosto de acreditar que com 60 anos poderei continuar a brincar sem ser criticada por isso.. Se a vida não tivesse brincadeiras então seria muito aborrecida. O perder o pai ou uma mão condiciona a nossa vida, é certo. Uma mulher que é espancada é LIVRE de deixar de o ser, claro que há sempre complicações mas nunca ninguém disse que ela simplesmente não pode virar costas ao marido e viver a sua vida da maneira como quiser. Claro que neste caso, esta mulher terá de pedir ajuda para se ver livre do marido.

Não disse que eras contra leis. Eu apenas concordei com o que disseste no teu post . É preciso leis caso contrário viveríamos num tremendo caos. Mas, na minha opinião, a verdade é que estas leis não nos dão propriamente liberdade apenas nos controlam e nos fazem agir de acordo com o que a sociedade quer.

E aceito o desafio mas não vou defini-la já.
Filipa a 5 de Fevereiro de 2011 às 17:31

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Por aqui passaram:
hospedagem
Contador de visitas grátis
blogs SAPO