Há coisas que não podem ficar entaladas cá dentro!

06
Abr 14

Já falei muito do medo que tenho da solidão. É aquele que me atormenta TODOS os dias. Às vezes, palavras e gestos mais doces escodem este medo não sei bem onde. Mas outras vezes, quando me sinto esquecida ou posta de parte, nem o travesseiro me consola. 

Fico cansada, muito cansada. Chego a questionar se vale a pena o tempo que dedico aos outros. Porque, pelos vistos, só sou lembrada quando precisam de mim. De resto... não existo. 

 

 

publicado por Palavras Rasgadas às 16:07
sinto-me: Esquecida

Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Por aqui passaram:
hospedagem
Contador de visitas grátis
blogs SAPO