Há coisas que não podem ficar entaladas cá dentro!

13
Jun 10

Este é um conceito que aparenta ser de fácil compreensão, mas se formos perguntar a alguém o que é a liberdade o mais provável é recebermos, primeiro, um breve silencio e, depois, algo do género: "É fazermos tudo o que quisermos".

 

Na minha modesta opinião isto está tão errado. Não podemos andar por ai e fazer tudo o que nos passa pela cabeça. A liberdade claro que é um direito mas, acima de tudo também é um dever. Para termos direito a ser livres temos, antes de mais, o dever de saber respeitar a liberdade dos outros. Uma vez ouvi: "A nossa liberdade começa onde acaba a dos outros". Isto para mim fez todo o sentido. Para vivermos numa sociedade em paz temos de saber respeitar algumas leis. Esta para mim deveria ser mais uma delas. Se todos interiorizassem esta regra provávelmente metade dos crimes que diariamente são cometidos deixariam de o ser. Não está só nas mãos de alguns o salvamento deste mundo em queda livre, está na mão de um nós mundial.

 

Liberdade de expressão não é ofender os outros, liberdade de agir não é magoar, liberdade de viver não é viver sem pensar na vida dos que nos rodeiam.

 

O que no fundo interessa é que tenhamos direito à liberdade de crescer, à liberdade de nos tornarmos homens e mulheres felizes, à liberdade de amar e sermos amados.

 

Partilhem a liberdade!!

 

 

 

publicado por Palavras Rasgadas às 17:57
sinto-me: Livre
música: Freedom - The beautiful girls

02
Jun 10

Talvez seja impossivel contar quantas palavras temos no nosso vocabulário. Por vezes até esquecemos o seu verdadeiro significado e usamo-las de uma forma incorrecta. Aplicamo-las às pessoas erradas nas situações erradas...

 

Outras vezes esquecemo-nos da existência de outras... ou fingimos que esquecemos porque são palavras dificeis de pronunciar. Estas palavras a que me refiro são as que expressam os nossos sentimentos. Se pensarmos bem é demasiado dificil dizer um "desculpa-me" ou um "amo-te" quando eles são realmente sentidos. A dificuldade existe porque são palavras que requerem obrigatoriamente uma resposta. Temos medo que a resposta não seja a que nós ansiamos, ou mesmo que não haja resposta. Ás vezes o silêncio é a pior resposta que podemos ter.

 

Por mais medo que tenhamos nunca devemos deixar de mostrar aquilo que realmente sentimos. Há sempre a possibilidade de receber um "sim" ou um "e eu a ti". Há sempre a possibilidade de receber um sorriso e poder sorrir também.

 

 

 

 

 

Eu nunca vou deixar de dizer "Amo-te" porque se ao inicio parecia dificil de dizer agora percebo o quanto fui tonta. A dificuldade não estava em pronunciar a palavra mas sim em perceber até que ponto esse sentimento poderia ser verdadeiro. Hoje não me restam dúvidas...

publicado por Palavras Rasgadas às 11:23
sinto-me: A sorrir
música: When you say nothing at all - Ronan Keating

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO